jump to navigation

CICLOVIAS DO TARUMÃ outubro 14, 2010

Posted by ringo4president in 4JOAN, Cidadania, Cultura, Idéias, Meio Ambiente, Moradores, Tarumã.
add a comment

O morador do bairro Felipe Souza, usa a bicicleta para ir ao trabalho.

Por: Daniel Santos e Guilherme de Paula Pires

Conhecida por ser uma cidade de vanguarda, Curitiba iniciou a implantação da malha ciclo-viária em 1977 na gestão de Saul Raiz. O primeiro trecho inaugurado foi o que hoje liga o Bairro Alto ao Alto da XV, por meio da ciclovia situada na Avenida Victor Ferreira do Amaral que possui 8 quilômetros de extensão. Essa via é utilizada diariamente por cerca de 100 ciclistas, porém o fluxo aumenta nos horários de pico.

Os horários que contam com maior fluxo são das 7h às 7h45 e das 17h30 às 18h30, períodos de ida e retorno do trabalho. A ciclovia da Rua Konrad Adenauer é uma das preferidas pelos ciclistas. É o caso de Felipe Souza que prefere a bicicleta para ir ao trabalho por ser um meio mais rápido e não poluente. “A nove meses utilizo a bicicleta para ir ao trabalho e tive um enorme ganho de tempo e saúde”.

Por outro lado as condições de conservação da ciclovia não são das melhores para os ciclistas, buracos e poças de água se formam no meio da ciclovia, iluminação pública ineficiente e em muitos casos danificada ou furtada por vândalos. Por ser uma via compartilhada, o trânsito intenso de pedestres também requer atenção redobrada, como afirma Souza. “Nos horários de pico é muito complicado pois os alunos do Colégio Militar, Colégio Paulo Leminski e Faculdades Unibrasil também usam a ciclovia o que causa um certo tumulto na via”.

Uma das alternativas para fugir do tráfego intenso de pedestres é os ciclistas utilizarem uma via paralela à Victor, que passa pela Passarela da Praça Nossa Senhora de Fátima, onde o fluxo é bem mais tranqüilo e o tempo de deslocamento é praticamente o mesmo, ou evitar os horários de pico.

A Prefeitura de Curitiba tenta incentivar o uso da bicicleta não só no bairro mas em toda a cidade e para isso pretende ampliar a malha cicloviária existente. Segundo levantamentos do Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba (Ippuc), hoje há cerca de 100 quilômetros de ciclovias na capital, sendo 70 quilômetros compartilhados com pedestres e 30 exclusivos para bicicleta.

A Secretaria de Urbanismo possui mais cinco projetos definidos onde serão implantados mais 45 quilômetros, além do plano de criar uma rede metropolitana de ciclovias, com extensão estimada em 42 quilômetros interligando a grande Curitiba. O projeto está sendo desenvolvido junto ao Plano Diretor Multimodal.

Por fim, para colocar de vez os curitibanos sobre duas rodas, o Ippuc pretende complementar o plano com equipamentos de apoio como paraciclos (espécie de estacionamento aberto para bicicleta), bicicletários (estacionamentos fechados) e um sistema de bicicletas de aluguel como ocorre em quase toda a Europa.

Anúncios

DIFERENCIAIS DE SERVIÇOS dezembro 8, 2009

Posted by Fabiana Franzosi in 4JOAD, Idéias.
Tags: ,
4 comments

Além da assistência básica as empresas investem em novas propostas para conquistar os clientes. Há empresas que fazem DVDs com fotos e vídeos cedidos pelas famílias para homenagear os mortos e há também aquelas que transmitem o funeral pela internet para parentes distantes. O serviço custa em média R$200 e  é oferecido pela funerária Vaticano www.funerariavaticano.com.br

20% da população vai contrair a gripe A em um ano e meio

SEMINÁRIO SOBRE A GRIPE A

Prevenção e Esclarecimentos

Planos funerários em época de Gripe A

Ciclovias de Curitiba dezembro 7, 2009

Posted by Gleiciany Oliveira in 4JOAD, Cidadania, Cotidiano, Esporte, Idéias, Lazer, Meio Ambiente, Ruas, Tarumã, Trabalho, Transporte.
Tags: , , , , , , , ,
add a comment

Curitiba possui cerca de 120 quilômetros de ciclovias. Aumentar este número é uma alternativa para tentar reduzir os congestionamentos. O Plano de Mobilidade, um projeto do Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano (IPPUC),  tem a intenção de ampliar em 87% as vias destinadas às bicicletas.O projeto prevê a implantação de ciclofaixas, rotas privilegiadas,  calçadas compartilhadas e colocação de bicicletários em pontos estratégicos,ainda a serem definidos.

Leis para ciclistas
As dificuldades em aderir ao uso da bike
Ciclista e pedestres dividem espaço na Victor Ferreira
Quanto custa a brincadeira
O que é o cicloturismo
Economia para quem utiliza a bicicleta
A bicicleta é uma boa alternativa para moradores do Tarumã

Auto avaliação outubro 6, 2009

Posted by Gleiciany Oliveira in 4JOAD, Idéias, teste.
Tags:
add a comment

Nesta manhã do dia cinco de outubro, a turma do 4JOAD parou para avaliar seu desempenho até aqui. Com isso pretende buscar novas diretrizes para as atividades futuras. É com o intuito de melhorar, que divulgamos parte dos resultados abaixo.
• Foram encontrados 6 erros ortográficos em 6 matérias analisadas.
• Foram 27 postagens, do dia31 de setembro até o dia 4 de outubro.
• 14 Matérias utilizaram dados estatísticos.
• A média de fontes utilizadas foram duas, algumas chegaram a ter 3 fontes.