jump to navigation

Cavalos têm melhores condições de vida que muitas pessoas em Curitiba outubro 14, 2010

Posted by unibrasileiro in Uncategorized.
trackback

Por: Allan Scheid e Altair Silva

No Jockey Clube do Paraná estão alojados cerca de 700 cavalos. Esses bichos recebem um tratamento especial, invejável, pois precisam render bem nas corridas para satisfazer seus donos e o público. A despesa de cada animal é bancada pelo seu próprio dono que gasta entre R$ 700,00 e R$1.100,00 por mês. Os proprietários desses animais fazem isso visando o lado do entretenimento, esporte e lazer.

Os cavalos levam uma vida extremamente confortável, com um bom tempo para descansar, cerca de oito horas para dormir. Fazem duas refeições por dia, uma de manhã e outra pela tarde. E ainda se estiverem doentes recebem tratamento do médico veterinário.

Quem olha essa realidade fica realmente encantado. Mas bem perto dali existem milhares de curitibanos que não têm nem quem compre a eles um sanduíche. O salário mínimo no Brasil é de R$ 510,00, menos da metade do valor máximo do custo mensal de um cavalo. Com essa renda, é quase impossível que um pai com uma família de três pessoas consiga pagar despesas de água, luz, telefone, comida, vestimenta e prestações do imóvel.

Um cavalo como esse chega a valer R$ 60 mil, o preço de uma casa para muitos curitibanos

De acordo com o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), o preço da cesta básica em Curitiba é de R$ 215,61. É a nona cesta mais cara do país. Esse número é quase a metade do montante mínimo para se cuidar de um cavalo.

Para o desempregado, Daniel Domingos, o mais revoltante é a diferença social. “Essas pessoas que vivem bem financeiramente deviam começar a ajudar de alguma forma as pessoas carentes ao invés de se importar primeiramente com os bichos”. Para Domingos, o entretenimento tem que vir depois, primeiro deve se pensar em ajudar de alguma forma o próximo devido a desigualdade econômica e a falta de oportunidade das pessoas para estudar.

No Jockey, inúmeras pessoas cuidam dos cavalos. Dentre elas, estão os treinadores, jockeys e funcionários. Os empregados que tratam os animais todos os dias ganham R$ 1.200 por mês e ainda podem dormir nos alojamentos. “Para mim apenas uma oportunidade de trabalhar lá dentro já estava bom”, diz Luiz Antônio Jacob, desempregado.

Anúncios

Comentários»

No comments yet — be the first.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: