jump to navigation

20% da população vai contrair a gripe A em um ano e meio dezembro 8, 2009

Posted by Fabiana Franzosi in 4JOAD, Eventos, Saúde.
trackback

 

Especialistas discutem os impactos da gripe A em seminário

A previsão é feita pelo Dr. Marcelo Ducroquet, epidemiologista do Hospital do Trabalhador. A pandemia de 2009 teve dos quase 100 mil casos suspeitos, mais de 39 mil confirmados e 285 óbitos até o final de novembro. As “ondas” de contágio duram oito semanas e o estado já começa a se preparar para a próxima, que deve ter o auge nos meses de julho e agosto.

O tema foi debatido no semiário A gripe A e seus reflexos na saúde e economia do Paraná, realizado no teatro do SESC da Esquina pela FUNPAR em 18 de novembro. Participaram das discussões a professora Marta Fragoso da UFPR, o secretário do saúde do estado Gilberto Martins, doutor Marcelo Ducroquet do Hospital do Trabalhador, o doutor Flavio de Queiroz Telles Filho do Hospital de Clínicas da UFPR, o doutor Alexandre Biondo Pesquisador de Patologia Veterinária e Zooneses, o doutor Luiz Felipe Caron, pesquisador de patologia animal: influenza, vacinologia e virologia e professor da UFPR.

Em julho de 2008, quando ainda não havia registros de gripe A, foram registradas 263 mortes por gripes e doenças respiratórias. Esse ano a estimativa é de 2 milhões de pessoas sejam atingidas e 300 óbitos.

Além do Tamiflu (nome comercial do medicamento Oseltamivir) de uso oral, está em análise pelo conselho de ética o uso da substância intravenosa Peramivir. Está prevista a compra de 70 milhões de doses e a produção de 18 milhões de vacinas, no próximo ano,  com prioridade de distribuição para a região Sul.

A Secretaria de Saúde criou o site www.novagripe.pr.gov.br para orientar a população na prevenção da gripe e divulgar os boletins com os números de ocorrências do vírus, entre outras informações gerais.

Secretário da Saúde Gilberto Martin fala do site da gripe A

Planos funerários em época de Gripe A

A preocupação com a pandemia de gripe A aumentou a procura pelos planos funerários preventivos no Paraná. Em 2008 a funerária Vaticano vendia em média 300 planos por mês e esse ano o número cresceu para 350. Nos meses de julho  e agosto, época de pico do surto de gripe A, a equipe de 25 vendedores teve mais trabalho. Segundo Maria da Glória Romero de Faria, gerente comercial de vendas “o número chegou a 400 planos por mês”.  

Os planos padrões com assistência a família, auxílio na documentação, cerimonial e sepultamento têm parcelas entre R$ 30 e R$50 mais taxas de manutenção geralmente trimestrais, conforme o plano.

DIFERENCIAIS DE SERVIÇOS

Além da assistência básica as empresas investem em novas propostas para conquistar os clientes. Há empresas que fazem DVDs com fotos e vídeos cedidos pelas famílias para homenagear os mortos e há também aquelas que transmitem o funeral pela internet para parentes distantes. O serviço custa em média R$200 e  é oferecido pela funerária Vaticano www.funerariavaticano.com.br

Comentários»

No comments yet — be the first.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: