jump to navigation

À margem de um olhar setembro 17, 2009

Posted by taisbarth in 4JOAN, Tarumã.
trackback

Há oito anos Miriam da Silva vende caldo de cana  no terminal do Capão da Imbuia. Mas foi seu pai, Waldemar de Souza, quem começou esta história há 30 anos, quando nem uma loja ele tinha. O produto ainda era feito no chão. O terminal era pequeno, e a matéria prima, seu Valdemar carregava até lá em um carrinho de mão.

O caldo vendido é a única renda da comerciante, seu pai ainda conta com a aposentadoria para se sustentar. O movimento é maior no verão, mas como dona Miriam fala, cliente que é fiel toma o caldo no verão e no inverno. Seu Henrique Correia é um exemplo disso, para ele a vitamina de frutas com caldo de cana, especialidade exclusiva da loja do terminal, é sagrada.

Apesar da fama, a comerciante não está nada feliz com a situação do terminal. Ela  escuta a promessa da construção de um novo terminal desde o princípio de suas atividades, em 2001. E já não acredita que isso possa acontecer. Ela conta até agora nada foi falado aos comerciantes sobre como eles vão ficar com a construção de um novo terminal.

Nesses oito anos, dona Miriam já foi testemunha dos perigos que se escondem na rotina do Capão da Imbuia. Tanto para os usuários, quanto para os próprios trabalhadores do terminal. Dentre tudo que já viu, de dentro de sua loja, dois fatos marcaram suas lembranças.

Em 28 de outubro de 2006(ela ainda guarda a data com exatidão), assistiu à morte de um garoto, na plataforma a apenas alguns metros de distância. O chinelo do menino caiu da plataforma e ele desceu para pegá-lo. Mas o motorista não viu a criança e a acertou em cheio.

Um ano mais tarde, no dia 8 de março de 2007, Dia Internacional da Mulher, dona Miriam estava trabalhando duro, vendendo caldo o dia todo como sempre. Ela não pode se dar ao luxo de folgar, e nessa época andava sobrecarregada de serviço. Por um descuido, sua mão foi parar dentro da máquina que esmaga a cana. Um susto e tanto para a comerciante, por sorte ela não teve ferimento sérios.

Comentários»

1. Jeferson, Maicon - setembro 17, 2009

Oi Taís… adorei o final. Vc tem um talento inato para narrar tragédias, de um jeito suave.

2. liliandacruz - setembro 18, 2009

Taís, muitoooo legal.
O texto e a história, bela observação da realidade.
Imagino que a dona Mirian vai gostar de ler. =)

3. Paulo E. Becchi - setembro 19, 2009

Oi Taís.. Ótimo texto, tem uma facilidade para extrair informações que estão no fundo da mente das pessoas e lhes trazem muitas recordações, muitas vezes trágicas o que torna mais difícil pois a pessoa tem que se sentir a vontade para se expor !!!

4. Professor - setembro 23, 2009

evitar o “De acordo com ela”
não tem crase: ” à apenas alguns metros de distância”
pegá-lo ou pega-lo?
e a acertou em cheio. Caso contrário, dá a entender o bus acertou o chinelo. Maldade.

5. taisbarth - setembro 23, 2009

Nossa Professor essa do chinelo foi triste hein…

6. Kelly Lima - setembro 24, 2009

obrigadinha, me sinto bem melhor!

7. ricardofrancio - setembro 30, 2009

O texto está muito bem escrito, alem de contar uma bela história.

Parabéns¹¹¹

8. Professor - outubro 1, 2009

detalhes: justificar parágrafos e adicionar categorias.

9. taisbarth - outubro 3, 2009

Ok tudo corrigido

10. Enelyê Campos - outubro 3, 2009

Taís, parabéns. Ótima descrição da realidade,texto simples , objetivo e de fácil entendimento.

11. suelen24 - outubro 5, 2009

Nossa a dona Mirian conversou bastante com vc… Comigo ela nem abriu a boca, disse que já tinha ido uma outra pessoa fazer entrevista e que era prá eu pegar as informações com a “tal pessoa”… VOCÊ hauahuahauha. Achei ela meio rancisa, foi difícil arrancar informações dela…

12. Kelly Lima - outubro 6, 2009

adorei o título dá vontade de ler o texto todo, pois o interessante que prende o leitor.


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: