jump to navigation

Motivação gera frutos na alfabetização de jovens e adultos novembro 14, 2008

Posted by acipiter in Cidadania, Educação, Pinhais.
Tags: , ,
trackback

Aprender a ler e escrever não tem idade. É com essa idéia que a Escola Municipal Severino Massignam, em Pinhais, no bairro Weissopolis, realiza a alfabetização de jovens e adultos. A idade dos alunos varia de 25 a 76 anos e a maioria dos estudantes trabalha durante o dia e estuda à noite. A professora Rute Maria Neves  Martins, de 65 anos, diz que ensina porque gosta do que faz, não por obrigação, os alunos a motivam a dar aula. Para ela a maior dificuldade é lidar com os problemas de visão dos estudantes, em função da idade. A assiduidade da classe também é um desafio. 

Até outubro de 2007 as salas eram misturadas, os alunos da alfabetização estudavam o mesmo conteúdo de quem já estava na segunda ou terceira série, deste modo os alunos da alfabetização sentiam muita dificuldade no aprendizado. A professora comenta que é necessário dar uma atenção especial a cada aluno pois eles têm dificuldades diferentes e por isto precisam de acompanhamento individual que a professora realiza em sua turma de 17 alunos.

Desde o início do ano, sete alunos já passaram para o segundo ano, e outros três já estão quase lá. O grande problema da alfabetização não é tanto o de aprender conteúdo mas sim as contínuas faltas dos alunos ou até mesmo a desistência. Muitos faltam por motivos de trabalho, outros acabam não comparecendo às aulas porque choveu ou coisa parecida. A professora Rute comenta que é difícil a sala estar cheia e que ela fica muito feliz em ver a sala com pelo menos a metade dos alunos.

A relação entre os alunos e a professora é algo muito importante. Para eles, a professora não é apenas aquela que educa em sala mas também é uma amiga que sente falta quando um de seus alunos está ausente. O interesse dela  por todo aluno dá a eles uma confiança especial para continuar nas aulas .Seu método de ensinar é o tradicional, começando pelo alfabeto, depois as sílabas, depois as palavras e por último as frases. Uma das alunas da professora Rute comentou que conseguiu ler o letreiro do ônibus JD. HOLANDÊS e assim pegar o ônibus certo, ela disse que antes pegava o ônibus sem saber se era o certo pois não conseguia ler.

A professora disse que o município sede todo o material para os alunos, eles ganham um caderno, um lápis, uma caixa de lápis de cor, borracha e apontador. E que eles contam também com aulas em laboratório de informática onde são feitos exercícios no computador a partir de um cd do EJA (Educação de Jovens e Adultos). Mais um dos problemas enfrentados é o de que pela idade dos alunos muitos sofrem com problemas de visão, por  isso Rute acha importante que um oftalmologista realizasse na escola consultas gratuitas e sedesse também óculos com custos mais baixos para os alunos.

A alfabetização pode ser  feita por qualquer pessoa que tenha idade entre 14 e 100 anos e que tenha disponibilidade de comparecer às aulas no período noturno. As aulas acontecem de segunda a sexta a partir das 18h30 até às 21h30. Para fazer a matricula é necessário ir até a direção da escola em horário comercial com os documentos e no mesmo dia começar a estudar. O aluno não tem necessidade de iniciar no começo do ano, em qualquer mês ele pode começar a ser alfabetizado.

Andreu Silvestre

Comentários»

No comments yet — be the first.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: