jump to navigation

Moradores de baixa renda têm acesso a profissionalização setembro 29, 2008

Posted by daiaqss in Capão da Imbuia, Cidadania, Moradores.
trackback

A organização não-governamental (ONG) italiana Rede Esperança, no Capão da Imbuia, fornece gratuitamente cursos de capacitação a jovens, adolescentes e adultos de baixa renda. Em sua trajetória preparou para o mercado de trabalho mais de 8 mil pessoas. A instituição filantrópica oferece dez diferentes cursos e conta com um Centro de Promoção Humana localizado em Piraquara, região metropolitana de Curitiba.

No dia 21 de agosto, a Rede Esperança comemorou 15 anos de atuação na capital paranaense. Em 1993, quando começou seu trabalho, era uma associação e contava apenas com quatro cursos profissionalizantes: elétrica, encanador, mecânica e panificação.

A ex-dona de casa Nely Aparecida Barbosa conseguiu um emprego após ter participado da capacitação de costura na Rede Esperança. “Quando comecei o curso, eu não sabia nada dessa área, mas hoje posso dizer com orgulho que tenho uma profissão: sou costureira”.

A filha dela, Fabiane Reidler de Assunpção, participa do curso de mecânica industrial. “Interessei-me por esse curso porque acredito que essa é uma área que está abrindo oportunidades para o mercado feminino”, acredita. No curso de mecânica há 22 alunos e apenas três são meninas.

“Já houve casos de alunos da instituição que realizaram o curso de mecânica e depois foram estudar engenharia”, se orgulha o professor de mecânica industrial, Denivaldo Souza da Silva. Ele acredita que não há diferenças significativas entre as capacitações gratuitas e as particulares. Denivaldo foi aluno da Rede Esperança e hoje dá aula para 36 alunos.

As capacitações mais procuradas são nas áreas de mecânica, elétrica e higiene e beleza. Neste semestre a entidade conta com mais de 150 alunos matriculados. A carga horária dos cursos varia de 200 a 400 horas. As aulas são realizadas de segunda a sexta-feira, nos períodos da manhã e da tarde.

Para participar das formações é preciso possuir baixa renda e preencher os pré-requisitos do curso escolhido. Preferencialmente, os candidatos devem morar nos bairros próximos da Rede Esperança: Capão da Imbuia, Cajuru, Bairro Alto, Tarumã e Pinhais. As próximas turmas serão formadas no início de 2009.

Mais informações podem ser obtidas no novo site da Rede Esperança www.redeesperanca.org.br ou através do telefone (41) 3015-4936.

Daiane Rosa

Comentários»

1. fabiane - agosto 11, 2010

Olá meu nome é Fabiane Reidler de Assunpção, bom sou a menina desta reportagem, queria agradecer aos meus professores que sempre me insentivarão a buscar o melhor.
Muito obrigada….


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: