jump to navigation

Comércio de automóveis seminovos cresce 18% setembro 23, 2008

Posted by mmarttins in Economia, Pinhais.
Tags:
trackback

O consumidor que deseja comprar um carro usado sem dispensar garantias e bons preços deve procurar as concessionárias que atuam no setor de seminovos. Neste comércio, a parceira com as financeiras dá aos clientes a possibilidade de obter financiamento a juros baixos, além de longo prazo para a quitação da dívida.

Parceria entre concessionárias e financeiras impulsiona venda de carros usados
Parceria entre lojas e financeiras impulsiona venda.

Segundo a Associação dos Revendedores de Veículos Automotores no Estado do Paraná (Assovepar), o comércio de seminovos teve um aumento de 18% no primeiro semestre deste ano. Para o presidente da associação, Lidacir Antônio Rigon, o crescimento se deve principalmente ao aumento de renda e facilidade na obtenção de crédito bancário.


Venda de veículos seminovos – 1° sem. 2008 / Fonte: Fenabrave

Opinião de lojistas e clientes

O consenso entre lojistas e clientes é de que a compra direta, ou comércio informal, deve ser evitada por não ter garantias sobre os veículos. “Quem procura por um bom veículo prefere comprar direto de loja. A garantia é de três a seis meses sobre o motor e carroceria”, afirma Caiê, 32, vendedor de concessionária em Pinhais, Região Metropolitana de Curitiba.

A cliente Eloísa Medeiros, 42, comenta a sua decisão pela compra em concessionária: “Este é o segundo carro que compro de concessionária e nunca tive problemas. Em ambos precisei do financiamento e a liberação do crédito saiu na hora e por telefone”, explica.

Preferência de marcas no mercado


Acumulado 1º semestre/2008 – Fonte: Fenabrave (em %)

Parceria entre lojas e financeiras 

A comercialização é facilitada com a parceria entre concessionárias e financeiras. Para as concessionárias o financiamento facilita as vendas, por exemplo, veículos de ano 2001 em diante, são vendidos com a entrada de apenas R$ 1,00 e prestações de até 60 vezes. “As financeiras facilitam na liberação do crédito e a taxa de juros fica em torno de 2,5% independente do número de parcelas”, afirma Nei dos Santos, 27, vendedor de uma concessionária em na cidade de Pinhais, Região Metropolitana de Curitiba. “Além da parcela normal de vencimento o cliente tem sempre a opção de quitar a última parcela em aberto. Neste caso, as parcelas finais têm o valor deduzido dos juros aplicados no financiamento, o que reduz o valor final da dívida”, explica Caiê, 32, vendedor de concessionária.

Consulte informações sobre cotação preços:
» Associação dos Revendedores de Veículos Automotores no Estado do Paraná (Assovepar)
» Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave)

Por: Marcelo Martins – 4joan

Anúncios

Comentários»

No comments yet — be the first.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: